EMATER
 

 

  Secretaria de Agricultura e Pecuária do Estado do Rio de Janeiro
 
Bem-vindo
Esta empresa é responsável pela assistência técnica e extensão rural no Estado do Rio de Janeiro

 
Notícia
 
Frutificar vai financiar produtores de morango em Nova Friburgo
04/03/2011 - 14h31
Produtores de morango de Nova Friburgo, principal pólo de cultivo da fruta no estado, também poderão contar com o apoio do Frutificar, programa de fomento à fruticultura irrigada, da secretaria estadual de Agricultura. A boa notícia foi dada pelo secretário estadual de Agricultura, Christino Áureo, durante encontro, nesta semana, com produtores rurais na localidade de Córrego Frio, fortemente atingida pela tragédia na Região Serrana.

Recebido pelo grupo, na casa dos produtores Fernando e Fernanda Hottz, donos da agroindústria Doçuras da Sueli, legalizada pelo Programa Prosperar, de incentivo à agroindústria familiar, o secretário Christino Áureo, informou já ter autorizado a inclusão do morango no rol de frutas financiadas pelo Frutificar. O objetivo é incentivar a produção na região, realizada por agricultores familiares e fortemente atingida pelas chuvas do início do ano.

Na ocasião, o secretário ressaltou a atuação dos técnicos da Emater-Rio que já estão trabalhando com os interessados em participar do programa e informou que os primeiros contratos de financiamento terão os recursos liberados no prazo máximo de 30 dias.

Dacir da Silveira Condack, presidente da Associação de Produtores de Morango de Nova Friburgo, contou que já conhecia o Frutificar, mas como a produção da fruta ocorria apenas durante quatro meses no ano (de maio a agosto), não tinham como solicitar o apoio do programa.

– A gente precisava mudar, por isso fomos buscar novas tecnologias e técnicas de cultivo e trouxemos mudas do Chile. Isso mudou o perfil da produção em Nova Friburgo. Hoje, produzimos com qualidade durante todo o ano. Isso nos animou a pedir ao secretário o apoio do Frutificar para a nossa lavoura – revelou.

Ele explicou que assim como outros produtores, perdeu cerca de 50% da lavoura com as chuvas que atingiram o município, mas acredita que o programa será fundamental para ajudar a reerguer a atividade e incentivar os produtores.

Dono de duas áreas de produção na localidade, José Luiz Brantes, perdeu 30 mil pés de morango com a tragédia. Até hoje não conseguiu acessar um dos locais, que permanece sem luz. Mas, otimista, pretende implantar o Frutificar na lavoura que não foi levada pelas águas e onde são cultivados 30 mil pés da fruta.

– Com os recursos do programa tenho a intenção de comprar equipamento, trator e aumentar a lavoura. Quero trabalhar e fazer com que o meu morango continue chegando à mesa da população do Rio de Janeiro com muita qualidade – garantiu.

Segundo o diretor técnico da Emater-Rio, Ricardo Mansur, técnicos do programa estão em Nova Friburgo, percorrendo as áreas de produção da fruta para levantar a atividade e verificar o que precisa ser feito.

– Também estamos discutindo qual será o volume a ser cultivado por hectare, para recomeçar o plantio. No município já existe um grupo de produtores organizado e nossas equipes estão identificando e cadastrando os interessados. Em seguida, será feita a análise das propostas e elaboração dos projetos para financiamento – concluiu.

O Frutificar já incentiva com assistência técnica, financiamento com juros de 2% ano e apoio à comercialização a produção de abacaxi, goiaba, coco, pêssego, uva, banana, maracujá, manga, laranja, tangerina e limão.



Tecnologia PRODERJ - Todos os direitos reservados

rodape