EMATER
 

 

 
Secretaria de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento
do Estado do Rio de Janeiro
 
Bem-vindo
Esta empresa é responsável pela assistência técnica e extensão rural no Estado do Rio de Janeiro

 
Notícia
 
EMATER-RIO estabelece critérios técnicos para atendimento do Programa Estradas da Produção
22/08/2019 - 13h08
Garantir as finalidades ao seu verdadeiro público, que são os produtores rurais, sem qualquer tipo de desvios de finalidade do projeto, é o objetivo das mudanças estabelecidas pela atual diretoria executiva da EMATER-RIO, empresa de extensão rural do estado, para a utilização dos equipamentos do programa Estradas da Produção.

De acordo com os novos critérios, os serviços de manutenção e recuperação das estradas vicinais vão priorizar as vias por onde circula o maior volume de produção rural e atinge o maior número de agricultores beneficiados.

Para o alcance desses objetivos, uma equipe especializada da EMATER-RIO vem desenvolvendo estudo técnico com georreferenciamento, que servirá para a formação de um ranking de importância das estradas vicinais para o escoamento da produção rural em todo o território fluminense.

_ A adoção desses critérios obedece, entre outras legislações, a Lei 8467, de 15 de julho de 2019, que estabeleceu como condição para utilização das máquinas de propriedade do Estado do Rio de Janeiro a elaboração de projeto técnico, garantido por profissionais capacitados. O trabalho deve também ser antecedido de curso de capacitação dos operadores pela Emater-Rio, visando o melhor desempenho na conservação das estradas atendidas –explicou Jorge Gonçalves, presidente da EMATER-RIO.

Iniciado por Nova Friburgo, na Região Serrana, onde a agropecuária tem importante participação na economia local e reúne grande contingente de produtores rurais, o levantamento técnico já diagnosticou 126 quilômetros nas principais vicinais do município, por onde escoa o maior volume da produção agrícola de 1.800 agricultores e suas famílias.

A pesquisa, baseada em informações de satélites e da extensão rural, apontou as estradas que recebem o maior volume de produção agrícola, incluindo a floricultura, com faturamento de cerca de R$ 152 milhões e produção de 75,7 milhões de toneladas, com destaque para tomate, brócolis e couve-flor.

De acordo com o presidente da EMATER-RIO, o estudo vai possibilitar maior transparência na utilização dos equipamentos, uma vez que as máquinas são destinadas à execução dos projetos de atendimento aos agricultores e escoamento de produção agropecuária, criando maior controle tanto pelos órgão públicos como pelos produtores, visando assim, de forma equânime alcançar os fins públicos a que se destinam os equipamentos .



Tecnologia PRODERJ - Todos os direitos reservados

rodape